Leilão Junho 2019

Arte Sacra, Mobiliário, Pratas e Ouro, Porcelanas, Faianças, Pintura, Biblioteca, Vinhos e Objectos de Coleccionismo.

Seleccionar o nº do Lote para aceder a toda informação relativa ao artigo (Notas e fotos adicionais)

Horários

Exposição
Dias 5, 6, 7, 8 de Dezembro 2019 das 15:00/20:00 - 21:00/24:00
 
Leilão
1ª Sessão 
10 de Dezembro 2019 ás 21:30
( Lote 0001 - 0420 )
 
2ª Sessão 
11 de Dezembro 2019 ás 21:30 
( Lote 0421 - 0839 )
 
3ª Sessão
12 de Dezembro 2019 ás 21:30 
( Lote 0840 - 1207 )
 
 

Ordem de Compra

Formulario
Online  

Ordem de Compra por Telefone

Só aceitamos ordens de compra por telefone para valores de base iguais ou superiores a 50,00€

  • Leilao
  Lote Descricao Categoria Preco Base
0494.7
0401

ESCOLA PORTUGUESA (SÉC. XIX)

RETRATO DE FAMÍLIA ILUSTRE”– Óleo sobre tela, representando ao centro figura feminina, trajada com roupagens da época, ricamente ornada com interessantes peças de joalharia, ladeada por duas crianças. Obra aparentemente não assinada, apresentando alguns desgastes na camada pictórica da pintura e restauros antigos. Moldura em madeira dourada, com algumas falhas na parte superior. Verso da moldura com alguns sinais de xilófagos, aparentemente expurgados.

Dim: 91,7x79 cm (Óleo)

Dim: 103,3x90,5 cm

 

Pintura 250,0 €
0608.7
0402

ANEL DE SENHORA

Em ouro amarelo contrastado (19,2k), com as respectivas marcas de garantia do toque 0,800, trabalho português do séc. XX-XXI. Aro liso, encimado por mesa transversal recortada, encimada por enrolamentos vegetalistas em relevo sobre fundo batido, intercalados por dois (2) rubis lapidados e dois (2) diamantes em talhe de brilhante com cerca de 0,10 (ct) cada. Sinais de uso.

Contraste: Cabeça de Veado - Marca de garantia do ouro do toque 0,800, usada na contrastaria de Lisboa desde 1985. Contraste: Cabeça de Galo. Marca aplicada nos artefactos incrustados de pedras preciosas ou pérolas naturais, usada na contrastaria de Lisboa desde 1985.

Peso total aprox: 12,1 gr.

Med: 15

Ouro 600,0 €
1150.7
0403

MANUEL GUSTAVO BORDALO PINHEIRO  (1867-1920)

FANDANGUISTA” – Escultura de pequenas dimensões, em terracota vermelha de extrema delicadeza e pormenor, trabalho do início do séc. XX. A figura está representada de pé em vulto perfeito e em posição de bailado e sapateado, executando o fandango, com vestes tradicionais populares dos costumes portugueses da época, assente sobre base de formato rectangular. Assinatura de Manuel Gustavo Bordalo Pinheiro incisa na pasta por monograma, na parte lateral direita da base [M/G.]. Base com a marca gravada na pasta [FFCR], da Fabrica de Faianças de Caldas da Rainha e a data de fabrico [10 // 1906], direcção artística de Manuel Gustavo Bordalo Pinheiro (1905-1907). Sinais de uso e em excelente estado de conservação.

Alt: 10 cm

 

Nota: Figura idêntica vem representada no livro «A Arte da Miniatura em Barro // Escultores e Barristas», edição do Museu de José Malhoa, caldas da rainha, 1988 [pág. Nº 42 - figura Nº 47] & no livro «Cerâmica de Rafael Bordalo Pinheiro» de Aida Sousa Dias & Rogério Machado, Lello & Irmão – Editores [pág. Nº 195 - figura Nº 176].

Escultura 100,0 €
0293.7
0404

ALIANÇA ROTATIVA

Em ouro branco contrastado (19,2k), com as respectivas marcas de garantia do toque 0,800, trabalho português do séc. XX-XXI. Aro liso com aliança rotativa, cravejada com oito (8) diamantes em talhe de brilhante com cerca de 0,05 (ct) cada.

Contraste: Cabeça de Veado - Marca de garantia do ouro do toque 0,800, usada na contrastaria de Lisboa desde 1985.

Peso total aprox: 14,4 gr.

Med: 16

 

Ouro 700,0 €
1125.7
0405

JÚLIO POMAR (1926)

FERNANDO PESSOA” – Serigrafia a cores sobre papel, assinada no canto inferior direito [Pomar]. Edição limitada de 15/145. Exemplar bem conservado. Trabalho com moldura lacada em tons de branco.

Dim: 75x54,5 cm (Mancha)

Dim: 81x60,7 cm (Moldura)

Pintura 300,0 €
1098.7
0406

PRATO DE BORDO RECORTADO “ENCOMENDA DO 2º SERVIÇO DE D. MARIA I”

Em porcelana chinesa da companhia das índias, trabalho de exportação do séc. XVIII. Corpo de formato circular de covo pouco acentuado, decorado com ricos esmaltes em tons de “rouge de fer”, verde, roxo e a ouro sobre fundo branco, tendo ao centro paisagem montanhosa com pagode e casario, ladeados por rochedos e arvoredo exuberante. Aba decorada por faixa concêntrica com enrolamentos vegetalistas interligados entre si. Sinais de uso e esbeiçadelas no bordo.

Diâm: 28,2 cm

Porcelana 150,0 €
0770.7
0407

PAR DE CASTIÇAIS DE QUATRO LUMES

Em prata portuguesa, trabalhos do séc. XIX-XX. Fustes em forma de putti, representados em posição vertical e em vulto perfeito, ornados por faixas recortadas de movimento esvoaçante, presos à frente por cordel, segurando com os ombros e as mãos em posições opostas uma ânfora, encimada ao centro por balaústre torneado, ladeado por três braços recortados e vazados em voluta, decorados com enrolamentos vegetalistas em relevo, encimados no topo por arandelas recortadas de formato circular com términos em copos que servem de apoio às velas, ornados com caneladuras verticais e oblíquas em relevo. Bases repuxadas em dégradé, decoradas com gravações e em relevo com faixas concêntricas, motivos florais, enrolamentos vegetalistas, folhas de acanto e perolados, ladeadas por volutas recortadas e vazadas com términos em pés de enrolamento. Sinais de uso e dois parafusos dos braços que roscam os copos de apoio às velas moídos.

Contraste: Javali (II) - Marca de garantia aproximada da prata do toque 0,833, usada na contrastaria do Porto de 1987-1937.

Peso aprox: 4.401,8 gr.

Alt: 51 cm

Diâm: 34 cm

Prata 2.500,0 €
0860.7
0408

MANUEL CARGALEIRO (1927)

MOI JE T'ATTENDS” – Acrílico sobre tela, em tons de azul, verde e branco, trabalho do séc. XX. Obra assinada e datada no canto inferior esquerdo [CARGALEIRO // 1966]. Verso da tela, com o título da obra e assinado pelo cunho do artista [MOI JE T'ATTENDS // MANUEL CARGALEIRO // PARIS – 1966]. Trabalho com moldura em madeira lacada a negro.

Dim: 81X60 cm (Acrílico)

Dim: 105,1 x84 cm (Moldura)

 

Nota: Manuel Alves Cargaleiro – Pintor abstracto de vivo cromatismo e notável ceramista de renome Internacional. Nascido em 1927 em Vila velha de Ródão, distrito de Castelo Branco. Com inúmeras exposições nacionais e internacionais, pode-se destacar a sua participação no The Second Internacional Contemporary Art Fair em Londres, 1985; na Feira Internacional de Arte Contemporânea (FIAC 82); na exposição da Colecção Mário Soares no Museu do Chiado, 1996; e na exposição Les Trente Ans de la Galerie Jacob na Galerie Jacob em Paris, 1996. Foi agraciado com a Ordem da Cruz de Santiago da Espada pelo Presidente da República Portuguesa, e com o Grau de Officier des Arts et des Lettres pelo Governo Francês. Em 1990 constitui a Fundação Manuel Cargaleiro. A sua obra dispersa-se pela cerâmica, pintura, gravura, guache, tapeçaria e desenho, tendo executado painéis cerâmicos para o Jardim Municipal de Almada, fachada da Igreja de Moscavide  (1956), fachada do Instituto Franco-Português de Lisboa  (1983), estação do Metro de Champs Elysées-Clémenceau, de Paris  (1995), painel para a escola com o seu nome no Seixal  (1998), estação de serviço de Óbidos na auto-estrada do Atlântico (2000), fonte do Jardim Público de Castelo Branco  (2004) e estação de metro de Lisboa Colégio Militar/Luz (Metro de Lisboa). Representado no Museu de Arte Contemporânea, Museu Soares dos Reis, entre outros. Ref. Biog. Dicionário de Pintores e Escultores Portugueses. [pág. 38 e 39] // Michael Tannock. [pág.38].

Pintura 15.000,0 €
0871.7
0409

PAR DE JARRAS “DAUM”

Em vidro doble em tons de roxo e translucido moldado e relevado, fabrico da Daum, trabalhos franceses do séc. XX. Corpos recortados, decorados por flores em relevo, assinadas na base [Daum - France]. Sinais de uso.

Dim: 21,5x21,7x8 cm

Vidros e Cristais 150,0 €
0284.7
0410

ANEL DE SENHORA

Em ouro amarelo contrastado (19,2k), com as respectivas marcas de garantia do toque 0,800, trabalho português do séc. XX-XXI. Aro escovado, decorado com caneladuras incisas cravejadas no seu total com vinte e quatro (24) diamantes em talhe de brilhante com cerca de 0,02 (ct) cada, encimado no topo por uma (1) safira de talhe oval com cerca de 0,6x0,7 mm e uma (1) esmeralda com cerca de 0,8x0,6 mm. Sinais de uso.

Contraste: Cabeça de Veado - Marcas de garantia do toque 0,800, usada na contrastaria do Porto desde 1985.

Peso total aprox: 8 gr.

Med: 13

Ouro 400,0 €
0725.7
0411

MESA DE JOGO D. JOSÉ / D. JOÃO V

Em madeira de Gonçalo Alves maciça, com partes entalhada de excelente construção de marcenaria portuguesa, trabalho do séc. XVIII. Tampo parcialmente liso de cantos recortados que acompanha a linhas da caixa, constituída por uma gaveta frontal, assente sobre pernas de boa curvatura, decoradas nos joelhos com enrolamentos vegetalistas e volutas finamente entalhadas com términos em pés de garra e bola. Tampo de movimento ascendente e descendente, assente sobre perna de cancela, decorado nos cantos por cavidades circulares de covo acentuado. Tampo forrado interiormente a feltro em tons de verde. Sinais de uso, restauros antigos, pequenas faltas e defeitos, xilófagos inactivos no sistema de encartar da perna de cancela e pano interior a necessitar de ser substituído.

Dim: 75x75,5x28 cm

Mobiliário 300,0 €
1101.7
0412

PRATO DE BORDO RECORTADO

Em porcelana chinesa da companhia das índias, trabalho de exportação do séc. XVIII. Corpo de formato circular de covo acentuado, decorado em tons de azul e branco, tendo ao centro arranjo floral, ladeado por enrolamentos vegetalistas e volutas, ladeado por faixa concêntrica, encimada por volutas e enrolamentos vegetalistas interligados entre si. Aba decorada com motivos florais, intercalados por troncos com ramagens e volutas com términos em enrolamento. Sinais de uso, cabelo no vidrado da aba e pequenas esbeiçadelas no bordo.

Diâm: 34,8 cm

Porcelana 150,0 €
1043.8
0413

INVULGAR PULSEIRA DE SENHORA

Em ouro amarelo contrastado (19,2k), com as respectivas marcas de garantia do toque 0,800, trabalho português do séc. XX. Corpo articulado de movimento espiralado em forma de serpente, constituído por oito argolas com término em cabeça realista, decorada com escamas ricamente cinzeladas, cravejada no topo com cinco (5) rubis e uma (1) esmeralda. Sinais de uso e em óptimo estado de conservação.

Contraste: Cabeça de dragão - Marca de garantia do ouro do toque 0,800, usada na contrastaria do Porto de 1938-1984.

Peso total aprox: 200,4 gr.

Alt: 6,5 cm

Ouro 7.000,0 €
0117.7
0414

BORDALO PINHEIRO (1846-1905)

BUSTO DE EÇA DE QUEIROS” – Escultura em terracota moldada e relevada, produção da Fábrica de Faianças de Caldas da Rainha - Direcção Artística de Rafael Bordalo Pinheiro, trabalho do início do séc. XX. Escultura representando o Busto de Eça de Queirós, com a cabeça inclinada para trás e uma rosa na lapela, assente sobre peanha. Assinada e datada por monograma no verso lateral. Sinais de uso e monóculo partido.

Alt: 24 cm (Busto)

Dim: 36 cm (Altura total do busto sobre peanha)

 

Nota: Exemplar idêntico vem referenciado no livro [Faianças de Rafael Bordalo Pinheiro - Exposição no Palácio Galveias - Outubro de 1985, página 182, Figura Nº 424].

Escultura 300,0 €
0476.7
0415

ARMÁRIO COPEIRO

Em madeira de vinhático e pau-santo maciço, trabalho português do séc. XVII-XVIII. Corpo superior com cornija saliente moldurada, constituído por duas portas almofadadas, ladeadas por pilastras verticais molduradas. Parte inferior constituída por duas gavetas e duas portas almofadadas e molduradas, utilizadas como elementos decorativos, ladeadas por pilastras, ladeadas por molduras em dégradé. Corpo superior e inferior compartimentado por quatro prateleiras, sendo as prateleiras superiores posteriores. Portas e gavetas decoradas por ferragens recortadas, vazadas e serrilhadas em latão. Dobradiças e fechos interiores em ferro. Sinais de uso, restauros antigos, pequenas faltas e defeitos e a necessitar de limpeza e restauro de marcenaria.

Dim: 229x140x61 cm

Mobiliário 1.250,0 €
0297.7
0416

ANEL DE SENHORA

Em platina contrastada com as respectivas marcas de garantia do toque 0,950, trabalho português do séc. XX-XXI. Aro liso, encimado por mesa de formato rectangular ao alto, decorada por fiadas cravejadas com oitenta e dois (82) diamantes em talhe de brilhante com cerca de 0,05 (ct) cada, trespassada ao centro por fiada com dez (10) safiras em talhe de baguete. Sinais de uso.

Contraste: Papagaio - Marca de garantia da platina do toque 0,950, usada na contrastaria de Lisboa desde 1985.

Peso total aprox: 12 gr.

Med: 15

Objectos de Uso Pessoal 800,0 €
0495aa
0417

ESCOLA PORTUGUESA

CASAL DE FIGURAS NOBRES” – Óleos sobre tela de formato oval, trabalhos provavelmente do séc. XVIII-XIX. Pinturas representando duas figuras ilustres, aparentemente da Nobreza Portuguesa, ricamente trajados com roupagem da época. O fidalgo usa um hábito de lançar ao pescoço da Ordem de Cristo. A fidalga apresenta-se ricamente ornada com peças de joalharia portuguesa no toucado e corpo. Retractos com alguns desgastes na camada pictórica da pintura e craquelê. Molduras em madeira entalhada e dourada a ouro mate de formato oval, ricamente decoradas no topo e na base com motivos e arranjos florais, ladeados por ramagens, folhas de acanto, enrolamentos e faixas de movimento ondulado, apresentando diversas faltas e defeitos.

Dim: 86,5x66,5 cm (Figura masculina)

Dim: 86,5x66 cm (Figura feminina)

Dim: 127,5x77 cm (Molduras)

Pintura 500,0 €
0870.7
0418

INVULGAR PEQUENA TRAVESSA DA “COLECÇÃO DO DR. MALDONADO FREITAS”

Em faiança portuguesa de bordo recortado, produção que no nosso entender é da Fábrica do Cojo - Aveiro, trabalho do séc. XVIII. Corpo de formado oval, decorado em tons de vinoso, tendo ao centro arranjo floral. Aba decorada por faixas concêntricas, ornadas com caneladuras de movimento oblíquo e friso de movimento ondulado. Marca a vinoso na base com as iniciais [F.F.B]. Sinais de uso, pequeno cabelo e craclé no vidrado. MUITO RARA.

Dim: 16,2x24 cm

 

Nota: Este exemplar foi vendido no Leilão do Palácio Correio Velho, em 7 de Outubro de 1996 [Nº 1812 da Colecção de Faianças Dr. Maldonado Freitas]. Referência biográfica: Catálogo do {P. C. V.}, com o número de texto [154] e ilustrada a cores na folha anterior ao texto. Peça que foi atribuída à Fábrica da Bandeira - Gaia e que na nossa modesta opinião pensamos tratar-se da Fábrica do Cojo - Aveiro.

Faiança 200,0 €
0536.7
0419

 

SANTO ANTÓNIO COM MENINO JESUS

Escultura em madeira entalhada, pintada e dourada, trabalho português do séc. XIX-XX. A figura está representada de pé em vulto perfeito, segurando com a mão esquerda o livro dos ensinamentos encimado pelo menino jesus e com a direita parcialmente fechada segura a cruz. Enverga hábito comprido da sua ordem, cingido á cintura por cordão de ponta pendente com três nós, símbolos dos votos da pobreza, castidade e obediência, deixando antever as pontas dos seus pés calçados por sandálias. Indumentária de dobras turgidas, ricamente decoradas a ouro com motivos florais e enrolamentos vegetalistas sobre fundo castanho e cinzento. O Menino Jesus está representado desnudo de expressão graciosa, sentado em vulto perfeito sobre o livro dos ensinamentos com uma das pernas recolhida e a outra flectida, apoiando-se com o braço direito sobre o ombro do santo António. Escultura assente sobre peanha em madeira pintada e marmoreada. Sinais de uso, desgastes no ouro e na policromia, mão direita do Santo António com falta de dedos e um dos olhos com faltas e defeitos.

Alt: 45 cm

Escultura 1.000,0 €
0857.7
0420

LAVANDA E GOMIL “PEDRO BATISTA”

Em prata portuguesa, trabalho do séc. XX. Lavanda de bordo recortado de formato oval, decorada ao centro por cartela recortada, ricamente cinzelada com enrolamentos vegetalistas, ladeados por volutas interligadas entre si, perolados e folhas de acanto estilizadas. Orla constituída por caneladuras verticais parcialmente oblíquas de movimento côncavo e convexo com a mesma decoração, encimada por aba recortada, ornada com concheados em relevo, intercalados por reservas de enrolamentos vegetalistas, ladeadas por molduras em dégradé com términos em enrolamento. Gomil de formato bojudo, decorado por caneladuras verticais com padrão geométrico em relevo de movimento dégradé, intercaladas por medalhões com concheados em relevo, volutas com términos em enrolamento e enrolamentos vegetalistas, assente sobre base repuxada com a mesma decoração com término moldurado e recortado. Bocal recortado com término em enrolamento e pega lateral em forma de figura feminina parcialmente desnuda em vulto perfeito com a mão esquerda sobre o ventre, ladeada por motivos vegetalistas e enrolamentos. Gomil com inscrição frontal incisa [Baptista - Rua Passos Manoel. 2]. Sinais de uso.

Contraste: Águia 916 - 1º título. Marca de garantia da prata do toque 0,916, usada na contrastaria do Porto de 1938-1984.

Peso aprox: 2.624,5 gr.

Dim: 32,5 cm (Gomil)

Dim: 5x53,5x38,4 cm

Prata 1.600,0 €
0742.7
0421

CONCHA DE AÇÚCAR

Em prata portuguesa, trabalho do séc. XIX-XX. Corpo decorado por volutas com términos em enrolamento, encimado pelo Brasão das Armas Reais Portuguesas. Concha de bordo ondulado e de covo acentuado, decorada ao centro por flor, ladeada por enrolamentos vegetalistas e volutas com términos em enrolamento. Sinais de uso.

Contraste: Javali (II) - Marca de garantia aproximada da prata do toque 0,833, usada na contrastaria do Porto de 1887-1937.

Peso aprox: 17,3 gr.

Dim: 11,5 cm

 

Prata 10,0 €
0278.7
0422

PULSEIRA DE SENHORA

Em prata portuguesa, trabalho do séc. XX-XX. Corpo constituído por elos interligados entre si, decorado ao centro por fiada perolada, ladeada por flores. Sinais de uso.

Contraste: Águia 835 - Marca de garantia da prata do toque 0,835, usada na contrastaria do Porto desde 1985.

Peso aprox: 30,4 gr.

Dim: 1,7x20 cm

 

Prata 20,0 €
0458.7
0423

COLECÇÃO DE CAIXAS DE FÓSFOROS

Colecção constituída por quarenta e quatro (44) caixas e carteiras de fósforos, fabrico da Sociedade Nacional de Fósforos, trabalhos do séc. XX.

Na primeira colecção estão representadas várias vistas de ruas, monumentos, jardins e igrejas de Coimbra. Na segunda colecção sendo esta comemorativa do 60 aniversário da Empresa 1926-1986 com várias etiquetas onde destacamos as seguintes: “Adamastor”: “Pátria Nº3”: “Moçambique”: etc. Exemplares por abrir e em bom estado de conservação.

Coleccionismo 10,0 €
0670.7
0424

CAIXA DE COMPRIMIDOS

Em prata sem marcas de contrastaria, trabalho do séc. XIX-XX. Corpo em forma de livro com tampa de movimento ascendente e descendente, decorada com enrolamentos vegetalistas cinzelados. Sinais de uso.

Sem marca de contrastaria ao abrigo do decreto de lei Nº 120/2017/09/15 - Art. 2 Nº 2 - alínea C.

Peso aprox: 33,3 gr.

Dim: 1,4x4,5x3,1 cm

Prata 15,0 €
0956.7
0425

COLHER DE REFRESCO

Em prata portuguesa, trabalho do séc. XIX-XX. Corpo recortado, decorado na pega com motivos florais em relevo, encimada por cartela, ladeada por volutas com términos em enrolamento. Sinais de uso.

Contraste: Javali (II) - Marca de garantia aproximada da prata do toque 0,833, usada na contrastaria do Porto de 1887-1937.

Peso aprox: 21,6 gr.

Dim: 20,2 cm

Prata 15,0 €
0550.7
0426

SEIS PALITOS PARA ACEPIPES

Em metal prateado, trabalhos europeus do séc. XX. Corpos espiralados, decorados no topo por pedraria em vários tons. Sinais de uso.

Dim: 8,5 cm

Diversos 5,0 €
0672.7
0427

CINZEIRO DA MONARQUIA PORTUGUESA

Constituído no seu total por {SEIS} moedas em prata portuguesa, sem marcas de contrastaria, do toque de garantia numismático 916,6 ‰. Corpo inferior formado por três moedas unidas por sistema de solda {CRUZADO NOVO - 480 RÉIS - 1816}, do reinado de D. João Príncipe Regente e corpo superior com três moedas que servem de apoio para os cigarros, soldadas nas orlas das moedas inferiores {3 VINTÉNS - 60 RÉIS - S/D}. Cinzeiro assente sobre três pés de enrolamentos recortados. Sinais de uso.

Peso total aprox: 62,8 gr.

Dim: 1,7x7 cm

 

Prata 20,0 €
0177.7
0428

PAR DE BRINCOS MODERNISTAS

Em prata portuguesa, trabalhos do séc. XX-XXI. Corpos recortados em arame de prata, interligados entre si por travessão transversal, decorados por finas caneladuras cinzeladas. Sinais de uso.

Contraste: Águia 835 - Marca de garantia da prata do toque 0,835, usada na contrastaria do Porto desde 1985.

Peso aprox: 5,1 gr.

Dim: 6x2,5 cm

Prata 10,0 €
0170.7
0429

DOIS BUSTOS DE FRANCISCO SÁ CARNEIRO

Esculturas em gesso moldado, relevado e patinado em tons de verde, trabalhos portugueses do séc. XX. Sinais de uso.

Alt: 22 cm

Escultura 10,0 €
0673.7
0430

ABRE CARTAS

Em prata portuguesa, trabalho do séc. XX-XXI. Corpo liso, encimado no topo por cartela recortada, decorada interiormente com o símbolo do curso de farmácia. Sinais de uso.

Contraste: Águia 925 - Marca de garantia da prata do toque 0,925, usada na contrastaria do Porto desde 1985.

Peso aprox: 48,2 gr.

Dim: 17,1 cm

Prata 20,0 €
0315.7
0431

PULSEIRA DE SENHORA

Em prata portuguesa, trabalho do séc. XX. Corpo constituído por elos batidos, interligados entre si, formando um desenho repetitivo. Sinais de uso.

Contraste: Águia 833 - Marca de garantia do toque 0,833, usada na contrastaria do Porto de 1938-1984.

Peso aprox: 11,5 gr.

Compr: 18 cm

Prata 15,0 €
0404.7
0432

RELÓGIO DE MESA “ARTE-DECO”

Em madeira de nogueira maciça, chapeada em madeira de makassar com aplicações em prata e matéria sintética, trabalho português do séc. XX. Corpo com aplicação de relógio quadrangular, ladeado por aplicações em prata de motivos florais, ornado frontalmente por três lances de gavetas em dégradé, suportadas por apoios tubulares em matéria sintética com término em base rectangular. Relógio de movimento mecânico accionado por corda manual com mostrador em chapa e numeração árabe em tons de cinza. A funcionar. Sinais de uso, aleta de dar corda omissa e faltas e defeitos na folha.

Dim: 22x28,5x10 cm

Relógios 20,0 €
0661.7
0433

CONJUNTO DE SOBREMESA CONSTITUÍDO POR FACA E GARFO

Cabos em prata portuguesa com terminais em metal dourado, trabalhos do séc. XIX-XX, Cabos parcialmente lisos, decorados com enrolamentos vegetalistas em relevo ao gosto da “Arte-Nova” com términos recortados. Terminais em metal dourado, decorados com cartelas recortadas, ladeadas por enrolamentos vegetalistas. Estojo original forrado exteriormente a papel da época e interiormente forrado a tecido e veludo em tons de beije.

Sinais de uso.

Contraste: Javali (II) - Marca de garantia aproximada da prata do toque 0,833, usada na contrastaria de Lisboa de 1887-1937.

Peso: Não se consegue pesar.

Dim: 17,7 cm (Garfo)

Dim: 18,3 cm (Faca)

Prata 20,0 €
0110.7
0434

ALFINETE DE LAPELA / CAMAFEU

Aro em ouro amarelo contrastado (19,2k), com as respectivas marcas de garantia do toque 0,800, trabalho português do séc. XX. Aro liso de formato oval com camafeu central em pedra dura, decorado com três figuras femininas em alto-relevo, uma delas segurando uma lira com as duas mãos e as outras em pose de dança, ladeadas por grinalda vegetalista. Aro com opção de pendente e alfinete com travessão no verso. Sinais de uso.

Contraste: Cabeça de dragão - Marca de garantia do ouro do toque 0,800, usada na contrastaria do Porto de 1938-1984.

Peso aprox: 11,5 gr.

Dim: 4,6x3,4 cm

Ouro 50,0 €
0834.7
0435

JARRO E JARRA

Miniaturas em faiança portuguesa moldada e relevada, produção da fábrica Aleluia - Aveiro, trabalhos do séc. XX. Corpos de formato bojudo, decorados em vários tons sobre fundo bege com “Motivos Portugueses”, representando paisagens fluviais com varinas em cenas do quotidiano, ladeadas por faixas concêntricas e complementos a ouro. Marcas por carimbo e por extenso [Aleluia]. Sinais de uso e pequenas esbeiçadelas no bordo do jarro.

Alt: 7,7 cm (Jarro)

Alt: 6 cm (Jarra)

Faiança 5,0 €
0644.7
0436

PINÇA PARA GELO

Em prata portuguesa, trabalho do séc. XIX-XX. Corpo parcialmente recortado, percorrido por finas caneladuras verticais encimadas por faixas sobrepostas em [X], encimadas por cartela recortada, decorado em relevo com motivos florais e enrolamentos vegetalistas ao gosto da “Arte-Nova” com terminais em forma de folha. Sinais de uso.

Contraste: Javali (II) - Marca de garantia aproximada da prata do toque 0,833, usada na contrastaria do Porto de 1887-1937.

Peso aprox: 31,1 gr.

Dim: 14x2,2 cm

Prata 20,0 €
0314.7
0437

FIO DE SENHORA

Em prata portuguesa, trabalho do séc. XX-XXI. Corpo constituído por argolas interligadas entre si, formando um desenho geométrico repetitivo.

Sinais de uso.

Contraste: Águia 925 - Marca de garantia do toque 0,925, usada na contrastaria de Lisboa desde 1985.

Peso aprox: 18,4 gr.

Compr: 44,5 cm

Prata 25,0 €
0352.7
0438

MOSTARDEIRA EM FORMA DE TERRINA COM BASE

Em porcelana moldada e relevada da fábrica da Vista Alegre, trabalho do séc. XX. Corpo bojudo de formato circular com duas pegas laterais, encimada por tampa e pomo em forma de laço, sem decoração.

Marca por carimbo na base.

Sinais de uso e ínfima esbeiçadela no vidrado do bordo superior da base.

Marca Nº 32 em uso 1947-1968.

Alt: 10 cm

Diâm: 12 cm

Porcelana 10,0 €
0669.7
0439

PAR DE ANELEIRAS RECORTADAS

Em prata portuguesa, trabalhos do séc. XX. Corpos recortados em forma de folha, decoradas com nervuras cinzeladas, assente sobre pés esféricos. Sinais de uso.

Contraste: Águia 833 - Marca de garantia da prata do toque 0,833, usada na contrastaria do Porto de 1938-1984.

Peso aprox: 32,8 gr.

Dim: 1,7x8,2x7,8 cm

Prata 20,0 €
1027.9
0440

TRÊS ALFINETES DE LAPELA

ALFINETE DE LAPELA” – Em filigrana de prata, trabalho português do séc. XX. Corpo em forma de borboleta com asas recortadas e vazadas, decoradas por faixas encordoadas e enrolamentos.

Contraste: Águia 0,925 - Marca de garantia da prata do toque 0,925, usada na contrastaria do Porto desde 1985. Contraste: Cabeça de Pelicano - Marca aplicada nos artefactos de ourivesaria importados por entidades não matriculadas e em artefactos de que se desconhece o responsável pelo fabrico ou falta de marca, usada na contrastaria do Porto desde 1985.

Peso aprox: 8,4 gr.

Dim: 3,5x4,7 cm

 

ALFINETE DE LAPELA” – Em filigrana de prata, trabalho português do séc. XX. Corpo em forma de caravela,encimada por três mastros com as respectivas velas hasteadas em balão, ladeadas por adriças, escoltas e encordoados.

Contraste: Águia 0,925 - Marca de garantia da prata do toque 0,925, usada na contrastaria do Porto desde 1985. Contraste: Cabeça de Pelicano - Marca aplicada nos artefactos de ourivesaria importados por entidades não matriculadas e em artefactos de que se desconhece o responsável pelo fabrico ou falta de marca, usada na contrastaria do Porto desde 1985.

Peso aprox: 8,2 gr.

Dim: 4,8x6,5 cm

 

ALFINETE DE LAPELA” – Em filigrana de prata, trabalho português do séc. XX. Corpo recortado e vazado em forma de parra, decorada com nervuras e enrolamentos. Sinais de uso.

Contraste: Águia 0,925 - Marca de garantia da prata do toque 0,925, usada na contrastaria do Porto desde 1985. Contraste: Cabeça de Pelicano - Marca aplicada nos artefactos de ourivesaria importados por entidades não matriculadas e em artefactos de que se desconhece o responsável pelo fabrico ou falta de marca, usada na contrastaria do Porto desde 1985.

Peso aprox: 7,2 gr.

Dim: 4,7x4,6 cm

 

Peso total aproximado – 23,8 gr.

Prata 25,0 €
0835.7
0441

PAR DE JARRAS DE ALTAR

Miniaturas em porcelana moldada e relevada, produção da fábrica S.P - Coimbra, trabalhos do séc. XX. Corpos bojudos, assentes sobre bases de formato circular, sem decoração. Marcas por carimbo na base [Coimbra - S.P - Portugal]. Sinais de uso.

Alt: 7 cm

Porcelana 10,0 €
0528.7
0442

CONJUNTO DE TOILETE

Em prata portuguesa, trabalhos do séc. XIX-XX. Este conjunto é constituído por quatro (4) escovas de diversas dimensões e formatos. Corpos decorados por cartelas ovaladas, ladeadas por motivos florais em relevo, enrolamentos vegetalistas e enrolamentos. Sinais de uso e pequena amolgadela na pega da escova maior.

Contraste: Javali (II) - Marca de garantia aproximada da prata do toque 0,833, usada na contrastaria do Porto de 1887-1937.

Peso aprox: Não se consegue pesar.

Dim: 23x7,5 cm (Escova maior)

Dim: 3x14,6 cm (Escova menor)

Prata 20,0 €
0676.7
0443

DOIS PARES DE ARGOLAS DE GUARDANAPO E UMA SOLTA

Em prata portuguesa, trabalhos do séc. XX. Corpos de formato rectangular ao baixo, decoradas por faixas concêntricas com motivos geométricos estilizado, motivos de arranjos florais, enrolamentos vegetalistas, espigas de trigos e inscrições [Pão - Vinho - Flores e Bebé]. Sinais de uso.

Contrastes: Águia 833 - Marca de garantia da prata do toque 0,833, usada na contrastaria do Porto de 1938-1984.

Peso total aprox: 52,3 gr.

Dim: 3,5x6 cm (Maior)

Dim: 3x5 cm (Menor)

 

Prata 20,0 €
1206.5
0444

PAPAGAIO

Escultura em porcelana moldada e relevada, produção da fábrica Artibus - Aveiro, trabalho do séc. XX. A figura está representada em vulto perfeito sobre tronco ladeado por ramagens em posição de observação. Decoração policroma em vários tons sobre fundo branco. Marca por carimbo na base. Sinais de uso e pequena falta e defeito no término de uma das asas.

Alt: 15 cm

Porcelana 10,0 €
0775.7
0445

ESPECIEIRO

Em vidro translucido moldado com partes côncavas e monture em prata chinesa sem marcas de contrastaria, trabalho do primeiro quartel do séc. XX. Corpo decorado com monture recortada e vazada com folhas de bambu, encimado no topo por rolha perfurada de movimento de roscar. Inscrições incisas [Sterling Silver - Made in Hong kong]. Sinais de uso.

Sem marcas de contrastaria, ao Abrigo do Decreto de Lei Nº 120/2017/09/15 - Art. 2 - Nº2, alínea C.

Peso: Não se consegue pesar.

Alt: 9,7 cm

Vidros e Cristais 20,0 €
0366.7
0446

PLACA RELIGIOSA EMOLDURADA

Em madrepérola esculpida, trabalho europeu do séc. XIX-XX. Corpo de formato rectangular ao alto de movimento convexo, tendo ao centro a Nossa Senhora com o menino Jesus ao colo, ladeada por faixa oval perolada e enrolamentos vegetalistas estilizados. Moldurada em madeira maciça patinada. Sinais de uso.

Dim: 12,2x7,6 cm (Placa religiosa)

Dim: 20x15,2 cm (Moldura)

Artigos Decorativos 10,0 €
0540.7
0447

AZULEJO

Em faiança portuguesa, produção da fábrica E.L.A. - Aveiro, trabalho do séc. XX. Corpo de formato quadrangular, decorado em tons de azul sobre fundo branco, representando ao centro São Cristóvão a atravessar o rio com o menino jesus salvador do mundo sobre seu ombro esquerdo, amparado por cajado na mão direita, ladeado por montes e arvoredo, pintado à mão. Marca por extenso no canto inferior esquerdo [E.L.A. // Aveiro]. Assinado e datado no canto inferior direito [F. L. Pereira 1920]. Sinais de uso.

Dim: 14,5x14,5 cm

Faiança 10,0 €
0740.7
0448

PORTA-MOEDAS DE BOLSO DE DOIS DINHEIROS

Em prata portuguesa, trabalhos do séc. XIX-XX. Corpo em malha em forma de saco, aplicado em armação maciça recortada, encimado por fecho recortado no topo. Sinais de uso e algumas malhas soltas.

Contraste: Javali (II) - Marca de garantia aproximada da prata do toque 0,833, usada na contrastaria do Porto de 1887-1937.

Peso aprox: 48,3 gr.

Dim: 9,5x6,2 cm

Prata 25,0 €
0681.7
0449

DOIS PASSE-PARTOUTS

Em matéria sintética e metal com banho de prata portuguesa, trabalho do séc. XX-XXI. Molduras parcialmente lisas de linhas boleadas de formato rectangular ao alto, decoradas por rebaixe. Versos forrados a veludo em tons de azul com suporte recortado. Sinais de uso e pequenos defeitos.

Contraste: Águia 925 - Marca de garantia da prata do toque 0,925, usada na contrastaria de Lisboa desde 1985.

Dim: 17,9x13,7 cm

Artigos Decorativos 20,0 €
0838.7
0450

PALITEIRO

Em vidro translucido moldado, relevado e pintado, trabalho português do séc. XX. Corpo decorado em vários tons com motivos florais e enrolamentos vegetalistas, ladeados por frisos concêntricos a ouro. Sinais de uso.

Alt: 12 cm

Vidros e Cristais 10,0 €

Newsletter

Subscreva a Newsletter da Leiloeira Serralves para receber no seu e-mail todas as novidades, promoções e datas de Leilões.