Leilão Dezembro 2017

Arte Sacra, Mobiliário, Pratas e Ouro, Porcelanas, Faianças, Pintura, Biblioteca, Vinhos e Objectos de Coleccionismo.

Seleccionar o nº do Lote para aceder a toda informação relativa ao artigo (Notas e fotos adicionais)

Horários

Exposição
Dias 7, 8 e 9 de Dezembro das 15:00/20:00 - 21:00/24:00
Dia 10 de Dezembro das 15:00/20:00
Leilão
1ª Sessão 12 de Dezembro 2017 ás 21:00 Lotes (0001-0405) 
2ª Sessão 13 de Dezembro 2017 ás 21:00 Lotes (0406-0810)
3ª Sessão 14 de Dezembro 2017 ás 21:00 Lotes (0811-1215)
 

Lote 0324

Leilao: Retirados Dezembro 2017
Categoria: Pintura
Preco Base: 8.000,0 €

 

ARTUR BUAL (1926-1999)  

COMPOSIÇÃO” – Óleo sobre tela, assinada e datada no canto inferior direito [Bual // 72]. Trabalho com moldura dourada e lacada.

Dim: 65x80 cm (Óleo)

Dim: 81,7x96,7 cm (Moldura)

 

Nota: Artur Mendes de Sousa Bual – Nasceu em Lisboa, em 1926. Foi um dos maiores pintores portugueses da segunda metade do século XX, pioneiro da pintura gestual no nosso país, escultor e ceramista. Frequentou a Escola de Artes Decorativas António Arroio e em 1947 iniciou a sua carreira como pintor. Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian em Paris, nos anos 1959/60. A sua primeira exposição individual foi no início dos anos 50. Posteriormente expôs em variados espaços, tais como as Galerias Pórtico e Galeria Diário de Notícias em Lisboa; Galeria Gees van der Geerna Holanda; Galeria do Ayuntamiento de Córdoba, Espanha; Real Senado, Macau e Hong-Kong. Simultaneamente desempenhou outras funções criativas, tendo sido director plástico em diversas obras de teatro levadas à cena no Teatro Experimental de Cascais e do Porto. Foi director gráfico da Revista de Artes e Letras "Catavento" e ilustrou os livros "Instinto Supremo" de Ferreira de Castro e "As Alegres noites de um Boticário" de Miguel Barbosa. Está representado em diversas colecções nacionais e estrangeiras, nomeadamente no Palácio de Justiça de Lisboa, no Centro de Arte Moderna na Fundação Calouste Gulbenkian, no Museu Nacional de Arte Moderna, no Museu Nacional de Arte Contemporânea e na Câmara Municipal da Amadora. Recebeu diversos prémios: Prémio Nacional Sousa Cardoso, na I Bienal de Paris; o 1º Prémio do Salão de Arte Moderna da Junta de Turismo da Costa do Sol; o 2º Prémio do Concurso de Pintura da BP; o Prémio Artes Plásticas 1983; Prémio da Revista "Nova Gente" e Artes Plásticas em 1984. Além disso, em 1997, o pintor foi distinguido com o Prémio Carreira da MAC (Movimento de Arte Contemporânea). Faleceu na Amadora, em 1999.

Ref. Biog. Dicionário de Pintores e Escultores Portugueses. [pág. 256] // Michael Tannock. [pág. 31].

 

AddThis Social Bookmark Button
Voltar

Newsletter

Subscreva a Newsletter da Leiloeira Serralves para receber no seu e-mail todas as novidades, promoções e datas de Leilões.